Notícias

Palhaços da Alegria: a matemática das coisas boas

Eles doam tempo, atenção, amor ao próximo e comemoram tudo em dobro

Quanto mais se dá, mais se recebe. Essa é a matemática da solidariedade aplicada pelos voluntários do setor administrativo da ORCALI Serviços que compõem o Orcalegria, um grupo de palhaços que leva alegria por onde passa. 

Uma vez por mês o grupo visita instituições. Desta vez foram os idosos do Asilo Irmão Joaquim que receberam os palhaços para uma tarde diferente nesta semana. Teve até casamento de faz de conta. Dona Francisca, moradora do asilo, estava feliz da vida com o noivo Palhaço. Na brincadeira, ela voltou no tempo, e relembrou um pouco da juventude, quando dançava pelos bailes. O grupo de oito colaboradores, todos vestidos de palhaços, transformou a tarde dos velhinhos, que dançaram, cantaram e se divertiram muito.

“A cada sorriso, nos apertos de mãos e novas histórias que conhecemos em uma visita, mesmo que rapidinho, faz tudo valer a pena. O retorno é nítido, funcionários mais interessados, preocupados, solidários e engajados no foco social que a empresa desenvolve, ao longo de sua trajetória de 50 anos”, explica Liliane Fernandes, psicóloga e coordenadora de Recursos Humanos.

O projeto existe desde 2014, e a cada ano ganha reforço. Os colaboradores são convidados e recebem uma capacitação para participar do grupo. E para fazer a conta dar certo, além da vontade e disponibilidade de cada um, tem a parceria da ORCALI Serviços, que abre mão de horas de trabalho dos profissionais para que eles possam realizar as visitas em horário comercial.

A satisfação em integrar o projeto é explícita pelos colaboradores também. Entre uma visita e outra, eles podem se redescobrir, conhecer histórias e se apaixonar cada vez mais pelo dedicado trabalho.