Home > Notícias
Voltar

NOTÍCIAS

Café - Verdades e Mitos

03/07/2017

O Grupo Orcali Sustentável também se preocupa com a manutenção da saúde de seus clientes e colaboradores divulgando periodicamente, dicas de saúde.

Banido dos hábitos saudáveis por décadas, o café reassume o devido lugar. Conheça alguns mitos e verdades sobre este fiel amigo.

MITO: Café faz mal ao coração. Pesquisa, concluiu que até 4 doses diárias reduz em até 11% o risco de insuficiência cardíaca.

VERDADE: Consumindo 3 a 4 doses diárias, aumenta a expectativa de vida masculina em até 10% e em 15% a feminina.

VERDADE: O café pode ter efeitos negativos, segundo cientistas do Hospital Universitário Aarhus, na Dinamarca, mais de cinco doses diárias de café reduzem em 50% a chance de sucesso no tratamento de fertilização.

MITO: Paciente com Parkinson pioram com a ingestão de cafeína. Estudo realizado na Universidade McGill, no Canadá, observou-se que ao contrário do que supõem, a cafeína ameniza o sintoma da doença.

Estudo publicado na revista Mayo Clinic Proceedings, divulgou resultados de pesquisa feita pelo conceituadíssimo The New England Journal of Medicine, na qual foram incluídos 229.119 homens e 173.141 mulheres saudáveis, com idades entre 50 e 71 anos, onde o grupo foi dividido de acordo com o número de xícaras tomadas diariamente.
Durante 14 anos, depois de eliminar fatores como cigarro (especialmente), sedentarismo e obesidade, ficou claro consumo de café reduz o número de mortes. Além disso, notou-se melhorias no diabetes, doenças cardiorrespiratórias, derrames cerebrais, ferimentos, em acidentes de um modo em geral e nas infecções.

A FDA (Food and Drug Administration), órgão regulatório dos Estados Unidos, classifica como "uma substância segura, que não implica riscos para a saúde, desde que consumida moderadamente".
A entidade alerta que o ideal é não ultrapassar o limite equivalente a três ou quatro xícaras pequenas ao dia.

Segundo o Dr. Dráuzio Varela, "pode tomar seu café sem remorsos. Por via das dúvidas, faça como eu e todas as pessoas de bom senso, evite beber mais do que um litro por dia”.


CLIENTES